ENEM: a problemática dos pontos e a escolha do curso

Afinal de contas, você realmente está fazendo o curso que quer?

Com o novo sistema de ingresso as universidades (ENEM) é inegável que ficou muito mais fácil entrar na Universidade e se graduar em alguma coisa. SE GRADUAR EM ALGUMA COISA?

Esse tem sido o problema verificado por alunos e professores das Universidades federais do Brasil. Afinal de contas, os calouros estão realmente entrando no curso “x” por aspiração/vocação ou por necessidade de uma formação superior?

A detecção dessa questão é óbvia: Os ingressantes continuam na tentativa de “mudar de curso” mesmo já cursando algo na Universidade. Continuam na ânsia de atingir um objetivo que na maioria das vezes nem é o que realmente se quer.

Para deixar mais claro, segue um exemplo:

“Paulinho”  acabou o ensino médio e vai fazer o ENEM mas não sabe pra que curso optar. Bom, não fez teste vocacional, mas seus amigos dizem que direito, medicina, odonto ou qualquer engenharia dão um bom retorno financeiro. Paulinho já sabe o que vai fazer: QUALQUER UM DESSES!

“Paulinho” conseguiu PONTOS SUFICIENTES para QUALQUER UM DESSES CURSOS e decidiu fazer MEDICINA.

Chegando na Universidade, “Paulinho” viu que medicina era muito chato e que ele não queria mais fazer isso, tentou ENEM de novo e resolveu fazer ENGENHARIA ELÉTRICA. Cursando engenharia, ele viu que não gostava daquele monte de cálculo e decidiu que faria ENEM de novo, dessa vez ele escolheu RELAÇÕES INTERNACIONAIS. E assim vai.

Os estudantes querem ” se encontrar” depois de ingressar em algum curso. Tiram a vaga de quem realmente está focado em um objetivo e assim prejudicam a classe (caso cheguem a se formar em algo sem possuir vocação) , se tornam profissionais medíocres, banalizam a educação e seus sistemas e põe em risco  (no pior dos casos) toda a sociedade.

É muito complicado lidar com essa questão da escolha do curso certo, todos sabemos. Mas é muito mais complicado ser vítima de um péssimo profissional.

Toda e qualquer PROFISSÃO deve ser exercida por vocação, por talento e principalmente por AMOR.

Você que ainda não decidiu o que fazer, pense com cuidado, não escolha um curso simplesmente por que seu ponto só deu pra isso. Lembre-se que de alguma forma você irá contribuir com a sociedade. Não se torne responsável por algo que você não gostaria que acontecesse. A universidade é um portal que se abre para você se tornar um “alguém” responsável pela população ou até mesmo pela humanidade.

Faça disso seu caminho  e efetue uma boa escolha, sem tirar a vaga de quem realmente quer e realizando sua verdadeira aspiração.

BOA PROVA!

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s