HABILIDADE: descubra a sua e saiba como aperfeiçoa-la

Significado de Habilidadepondo-em-pratica-nossas-habilidades

s.f. Característica ou particularidade daquele que é hábil; capacidade, destreza, agilidade.
s.f.pl. Habilidades. Demonstração de destreza; engenho: meu filho tem muitas habilidades.
(Etm. do latim: habilitas.atis)

Descubra suas habilidades e capacidades

Habilidade é uma aptidão desenvolvida ou cultivada e significa certa facilidade em realizar determinadas atividades; difere nas pessoas tanto no desenvolvimento quantitativo como qualitativo. As oportunidades de formação – estudos e os estímulos/interesses – são fatores decisivos, embora a manifestação seja mais tardia. Na prática, o desenvolvimento ocorre mediante a aplicação/esforço pessoal, persistência, tenacidade e vontade de lutar por um objetivo maior ou um ideal. O que é certo é que todos, de uma forma ou doutra, desenvolvem aptidões e podem seguir determinadas profissões e conseguir se realizar com rendimento, proveito e satisfação.

Este tema é mais complexo, pois requer alguns fundamentos psicológicos que envolvem o indivíduo em aspetos que, em geral, passam um tanto despercebidos. ONDE BUSCÁ-LOS? Um bom referencial são os resultados escolares (notas), os esportes e os “hobby” ou ocupações de passatempo.

Para facilitar sua tarefa de pensar quais são suas habilidades, apresentamos aqui três “famílias”, ou tipos genéricos, de habilidades ou aptidões. Procure descobrir aquelas que você acha mais características do seu comportamento cotidiano:

As Intelectuais

Inteligência geral (QI)
Ter facilidade para raciocinar, compreender o que ouve, escuta ou lê, planejar, criar, resolver problemas, etc.
Raciocínio abstratoteste-QI
Ter habilidade em descobrir relações e estabelecer deduções ou induções através de símbolos, lidar com fórmulas abstratas, etc.
Raciocínio verbal
Ter facilidade do uso correto das palavras, aprender línguas estrangeiras, interpretação de significados, etc.
Habilidade numérica
Ter bom desempenho em lidar com números, realizar operações matemáticas com rapidez e exatidão, cálculos mentais, etc.
Relações espaciais
lidar mentalmente com objetos em espaço tridimensional, capacidade para imaginar movimentos, posições e rotações de objetos, etc.
Habilidade mecânica
Ter facilidade em perceber e descobrir princípios de funcionamento de máquinas e aparelhos e aplicá-los em situações reais, etc.
Memória
Ter facilidade em lembrar ou evocar algo conhecido anteriormente em diversas modalidades: visual, auditiva, topográfica, mnemônica, onomástica.
Rapidez e exatidão
Pensar e/ou fazer bem e muito em pouco tempo, tanto nas percepções como no raciocínio concreto e abstrato.

As artísticas

Plásticas
Ter facilidade de perceber a beleza nas formas e cores, bem como, para realizar obras e trabalhos como: pintura, escultura, desenho, decoração, etc.
Musicais
Saber perceber a beleza estética baseada no som e ritmo, facilidade para tocar instrumentos musicais e a leitura de partituras.nic3b1os
Dramáticas
Ter habilidade para perceber a beleza estética dos movimentos – expressão corporal e vocal, fisionômica; também conseguir efeitos fisionômicos, vocais, corporais, etc. Num sentido específico, está a capacidade literária, facilidade de escrever, falar, com precisão e beleza de formas na expressão do pensamento.

As Psicomotoras

Agilidade física
Ser ágil para a movimentação, flexibilidade de movimentos do corpo e coordenação de movimentos simétricos e assimétricos.
Resistência física
Ter a capacidade de agir por longo tempo sem cansaço e de acordo com a profissão/atividade; é superar os efeitos de temperaturas extremas.
Dígito-manuais
Ter habilidades que envolvem o uso das mãos/dedos – motricidade para tipos de trabalho e em profissões como dentista, músico, escultor, cirurgião, fisioterapeuta, instrumentista datilógrafo, digitador, laboratorista, desenhista, pintor, etc.

MÉTODO PARA AQUISIÇÃO DE HABILIDADES

1. Desconstrua. Qualquer habilidade é, na realidade, um amontoado de outras sub-habilidades bastante específicas. Se você quer jogar bem futebol, na realidade, você está falando em ficar bom no toque de bola, saber se posicionar em campo, ter visão de jogo, tranquilidade para armação de jogadas e afins. Quanto mais eficiente a desconstrução, melhor você poderá praticar deliberadamente cada fator que compõe seu objetivo. Você poderá também selecionar quais os mais importantes e em qual ordem irá abordá-los.

2. Aprenda o suficiente para se corrigir. No caminho de um autodidata, reconhecer o próprio erro é fundamental. Enquanto no modo tradicional de estudo isso só viria muito mais tarde, numa abordagem acelerada, o conhecimento que você reuniu sobre a atividade antes de saber executá-la irá ajudar no processo. Ao saber o jeito certo de fazer – antes mesmo de conseguir executar do modo certo –, você dispensa a necessidade de professor nesse cenário: você sabe onde está errando, só precisa praticar mais até acertar.

3. Remova as barreiras para a prática. Toda a formação de hábitos pode ser enxergada como remoção de barreiras. Se quer correr depois que acorda, deixe o material de corrida ao lado da cama. Ao acordar, você não vai ter trabalho – barreira removida – para juntar suas coisas e sair de casa. Do mesmo modo com o aprendizado: reúna todas as ferramentas e conhecimento necessário sobre a atividade antes de iniciá-la, para tornar mais provável que você continue praticando.

4. Pratique pelo menos 20 horas. O maior impedimento para o aprendizado não é intelectual, mas emocional. As técnicas do meta-aprendizado permitem que você aprenda as coisas no limite humano, mas você não chegará lá se nem ao menos sair do zero. Ser ruim em algo é desagradável, machuca nosso ego e senso de identidade. Por isso, para romper essa barreira – fase do aprendizado em que você é ruim em algo e sabe – faça o compromisso de praticar pelo menos 20 horas.

Vinte horas é o número que a pesquisa de Josh Kauffman encontrou para a prática necessária até você observar que está ficando bom em algo.

Novamente, não são quaisquer vinte horas; tem que ser prática deliberada, consciente e estruturada; mas só a ideia de poder aprender qualquer coisa em 20 horas é libertadora.

Quantos hobbies você iniciaria? Quantas paixões você descobriria se não tivesse medo das dez mil horas no momento de tentar?

FONTES:

http://papodehomem.com.br/a-lei-das-10-000-horas-e-uma-farsa-como-realmente-ficar-bom-em-alguma-coisa/

http://www.pucrs.br/prac/futuroscalouros/escolha-06-Descubra-suas-habilidades-e-capacidades.htm

 

Uma opinião sobre “HABILIDADE: descubra a sua e saiba como aperfeiçoa-la”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s