Arquivo da tag: memória

Vitaminas que podem ajudar MUITO seu cérebro

Há muito tempo vem se falando da importância da inserção se bons alimentos na nossa dieta para a CURA do corpo.

Nós, que vivemos estudando e desejamos aproveitar o máximo do potencial cerebral que possuímos, entendemos a importância de cuidar bem desse instrumento querido. 

Cuidar da saúde do nosso cérebro como forma de prevenção de doenças futuras como Alzheimer, é uma forma também de garantirmos uma vida longa e cheia de recordações boas.

Realizamos uma pesquisa bem legal e vamos mostrar aqui , quais vitaminas são essenciais para o bom funcionamento do nosso cérebro, dá só uma olhadinha:

1 – Betacaroteno

Sua principal função é a de melhorar a memória e contribuir para a preservação das células cerebrais a longo prazo.

As melhores fontes de betacaroteno são: cenoura, abóbora, batata-doce, espinafre, couve, pimentão vermelho, mamão, caqui, manga, melão, melancia, damasco, goiaba e tangerina.

2-Vitamina B1 (Tiamina)

Todo o complexo B reúne vitaminas que são essenciais para o bom funcionamento do cérebro. A B1, em particular, tem efeitos magníficos contra a deterioração da memória. Ela também evita o envelhecimento do cérebro e é ótima para melhorar o ânimo das pessoas que sofrem de depressão.

A falta de tiamina pode causar demência.

As melhores fontes são alimentos de origem animal, como carne bovina, aves, suínos e órgãos, como fígado e coração.

Outras boas fontes alimentares incluem: leguminosas (feijões, grão de bico, lentilha, ervilha, amendoim), cereais integrais, germe de trigo, sementes oleaginosas (principalmente girassol e linhaça), melado e levedo de cerveja.

3- Vitamina B6

A B6 é uma das vitaminas mais completas que podemos encontrar. Ela oferece benefícios para o cérebro, pois favorece a formação de neurotransmissores como a dopamina, a epinefrina, a norepinefrina, o GABA e a acetilcolina. A função desses neurotransmissores, como o próprio nome indica, é transmitir os sinais que se produzem nos neurônios. Vamos ver:

  • A dopamina está relacionada com os circuitos de recompensa. Ela tem grandes efeitos sobre o humor.
  • A epinefrina e a norepinefrina estão relacionadas com os sistemas de alerta e intervêm nos estados de ansiedade.
  • O GABA regula os estados de inquietação e permite reduzir a angústia e o estresse.
  • A acetilcolina intervém nos processos de memória.

Além disso, a vitamina B6 ajuda na absorção da B12, que é uma das vitaminas decisivas para o desenvolvimento cognitivo. A deficiência de vitamina B6 facilita o aparecimento de problemas como obsessões ou depressão, além de incidir sobre o desequilíbrio emocional em geral e na dificuldade para dormir.

Fontes dessa vitamina podem ser:  alimentos como gérmen de trigo, arroz, batata, peru, vitela, frango, cordeiro, ovos, leite e produtos lácteos, porco, frutos do mar, lentilhas, pimentões e nozes, entre outros.

4- Vitamina B9 (ácido fólico ou folato)

Esta é mais uma das vitaminas do complexo B que, juntamente com a B6 e a B12, favorece a formação de glóbulos vermelhos. Isso contribui para que o transporte do oxigênio seja mais rápido, facilitando assim o bom funcionamento do cérebro.

Ela cumpre um papel importante na acuidade mental e na preservação das funções cerebrais. Como a B6, ela intervém na formação de vários neurotransmissores. A deficiência de vitamina B6 facilita a ocorrência de acidente vascular cerebral.

Segundo estudos realizados pelo Institute for Functional Medicine, na Flórida, mais de 40% dos casos de depressão são causados pela falta de folato no organismo. Ele age como cofator na produção de serotonina, um neurotransmissor que garante o bom humor.

Os alimentos ricos em folato são todas as folhas verdes escuras, com ênfase para espinafre, brócolis, couve, alface e salsa. Os cereais integrais, feijões, cogumelos, vísceras (fígado de galinha), abacate, manga, laranja, tomate, melão, banana, ovo, levedo de cerveja e germe de trigo também possuem boas quantidades do nutriente.

Portanto, os alimentos ricos em folato são bem variados. Todos eles devem fazer parte da dieta diária. Folhas verdes, frutas, leguminosas (feijões, lentilha, ervilha, grão de bico), ovo, carne e vísceras. Não é difícil conseguir um bom aporte da vitamina se o cardápio incluir estes alimentos.

5- Vitamina B12

A B12 completa o grupo de vitaminas do complexo B que são absolutamente necessárias para o bom funcionamento do cérebro. Esta é, de fato, uma das mais importantes. Ela contribui para a formação das células e dos ácidos graxos. Também é fundamental na síntese de várias substâncias. Sua ação está intimamente relacionada à memória de curto prazo e à velocidade do pensamento.

A deficiência da vitamina B12 leva a perda de memória, lentidão mental e mudanças de humor em sentido negativo. Muitos pesquisadores associam a carência de B12 com doenças como o Alzheimer. A vitamina B12 é encontrada em alimentos como carne, frango, peru e vísceras animais. Também está na truta, salmão, amêijoas, cereais integrais, ovos e produtos lácteos, como queijo, iogurte e outros.

6- Vitamina C

A vitamina C é um poderoso antioxidante. Sua ação protege o cérebro do estresse oxidativo e dos processos degenerativos que ocorrem com a idade. Seu papel é decisivo na prevenção do aparecimento da doença de Parkinson, Alzheimer e outras formas de demência.

Da mesma forma, a vitamina C contribui no processo de absorção de ferro. Este último elemento é decisivo em funções como a memória e a atenção. Muitas pessoas acompanham alimentos com alta concentração de ferro com aqueles que possuem vitamina C, para conseguir uma maior absorção desse elemento.

A vitamina C também é considerada um antidepressivo natural. Ela tem a capacidade de aumentar os níveis de serotonina, um neurotransmissor decisivo no bom humor. Esta vitamina está presente em todas as frutas cítricas e vegetais verdes.

7. Outras vitaminas

Há outras vitaminas que também são muito importantes para o bom funcionamento do cérebro. Entre elas está a vitamina D, que, segundo diversos estudos, ajuda na melhoria de doenças como a esclerose múltiplae em alguns transtornos depressivos. Esta vitamina é encontrada em peixes como sardinha, salmão e atum, e também em cogumelos.

A vitamina K, por sua vez, contribui para melhorar as funções de aprendizagem e memória. Foi detectado que quem sofre de Alzheimer também apresenta deficiência de vitamina K. Este elemento é encontrado em alta concentração no brócolis. Também está na couve de Bruxelas, salsa, vegetais de folhas verdes, aspargos, aipo e alimentos fermentados.

Finalmente, a vitamina E e os alimentos que contêm ácidos graxos ômega-3 também fazem grandes contribuições para a saúde do cérebro. A primeira é um antioxidante magnífico, enquanto o segundo contribui para aumentar a plasticidade do cérebro. Em ambos os casos, o efeito é uma maior proteção contra processos degenerativos e uma elevação das funções cognitivas.

Vamos falar mais detalhadamente de alimentos que ajudam na saúde do nosso cérebro ao longo dos próximos posts – fique de olho e acompanhe aqui! 🙂

Fontes:

7 vitaminas para cuidar do seu cérebro

https://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/21245-vitamina-b

https://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/18166-betacaroteno

https://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/18134-acido-folico